Casamento Psicotropical: Linda e Pablo

Como temos a banda Tropicalista, que se chama Psicotrópicos onde nossa união e aproximação aconteceu, decidimos por fazer um casamento PSICOTROPICAL.

Amo quando o casal coloca seu gosto e estilo em cada detalhe do casamento!

Autêntico e intimista, assim foi o grande dia da Linda e do Pablo. Quando vi as fotos enviadas pelo fotografo do casal, o Murilo Oliveira, logo me apaixonei pela proposta do casamento.

A Linda e o Pablo se casaram no dia 20 de Janeiro, em Moeda – MG.  Os dois decidiram fugir do tradicional, colocar a mão na massa e trazer para o casamento um pouquinho deles, com o tema Psicotropical.

Apesar de começar a planejar e organizar tudo um pouco em cima da hora, o casal contou com a ajuda de vários amigos. Todos entraram na onda dos preparativos e ajudaram em cada detalhe!

Confira abaixo um pouco do casamento Psicotropical da Linda e do Pablo:

Como tudo começou…

“Nos conhecemos na faculdade, estudamos Geografia na UFMG. Mas foi através da nossa banda (também formada por geógrafos) que nos aproximamos ainda mais.

Temos uma banda chamada Psicotrópicos (na qual eu sou a vocalista e ele baterista) que toca rock da década de 70, só com músicas tropicalistas.

Na banda nos tornamos bons amigos. Porém eu namorava há 6 anos um cara e ele 4 anos uma moça. Acabou que ambos terminaram na mesma época e viramos melhores amigos de fossa. Eu o apoiava e empurrava todas minhas migas para cima e ele me dava o maior apoio para pegar geral.

Até na mesma psicológica fomos parar, ele me indicou a terapeuta dele e lá fui eu. Foi lá que a Danila (psicóloga dele há anos e tinha virado a minha também) jogou a pedra e acabou ¨empurrando¨ sutilmente um para cima do outro.

Os olhinhos brilharam e resolvemos marcar um dia para tomar uma cerveja. Ele foi em deixar em casa, nos beijamos e nunca mais desgrudamos.”

O Pedido de Casamento…

“Na realidade desde que começamos a namorar tínhamos vontade de ter uma família linda. Mas tem exatos dois anos que chegamos à conclusão que queríamos construir uma vida a dois, uma família.

No carnaval do ano passado o Pablo me pediu em casamento no meio do Bloco tiozões do pagode. Foi em público, todo mundo fantasiado, que esse desejo de uma vida a dois se tornou realidade. Foi lindo esse dia, colorido, iluminado e bem carnavalesco como nós dois!”

Os preparativos…

“Eu e Pablo temos uma rotina super pesada. Eu sou mestranda, ele professor e pai e ainda temos uma loja de Açaí que toma muito do nosso tempo. Na verdade, todo o planejamento do casamento foi feito a partir do dia 3 de janeiro.

Compras, roupas, decoração, tudo foi feito por nós e de última hora. Mas somos muito eficientes trabalhando juntos, deu tudo certo!

Como temos a banda Tropicalista, que se chama Psicotrópicos onde nossa união e aproximação aconteceu, decidimos por fazer um casamento PSICOTROPICAL. Muito verde, panos de chita, vermelho, amarelo. Muito coqueiros, samambaias, flores, bananeiras.”

Muito DIY…

“Organizamos e pensamos em tudo sozinhos!

Não pagamos decoradores, nem profissionais específicos. Contamos com a ajuda de amigos talentosos.

Amigas fizeram macramês paras plantas, mandalas de crochê, outras emprestaram forros de chita, fizeram vasos de enfeite e assim foi feito, tudo colaborativo e bem coletivo, isso expressa muito o espirito da nossa turma, que se ama muito e se ajuda.

Geografia é muito amor e união!”

O momento mais especial…

“A entrada da noiva com a filha do noivo, foi mágico ver tantas pessoas amadas com energias fortes direcionadas para nossa relação e ver o noivo se desmanchando foi puro amor.”

Dica da noiva…

“Sejam leves quanto a organização de um casamento… Leve como o amor deve ser!”

Fotos: Murilo Oliveira – Plu-Z Fotografia

Gestora financeira, especialista em controladoria financeira, apaixonada por casamentos e tudo que envolve a vida a dois!