Damas e pajens: 10 dicas para auxiliar na escolha!

Apesar de dar um toque especial para esse momento, as damas e os pajens devem ser escolhidos com cautela para que não ocorra problemas no dia.

Via Colher de chá noivas

Sabemos que um dos momentos mais fofos e até mesmo engraçados da cerimônia é a entrada das daminhas e dos pajens, que sempre trazem um charme especial para o casamento, principalmente com a atual variedade de itens utilizados nessa entrada.

Apesar de dar um toque especial para esse momento, as damas e os pajens devem ser escolhidos com cautela para que não ocorra problemas no dia.

Via Pinterest

Quem nunca viu uma criança emburrar e não querer entrar no dia do casamento? Pois bem, essa situação pode sim ocorrer! Afinal são crianças e estão suscetíveis a isso, principalmente por vergonha, já que terão toda a atenção de um grande número de pessoas voltada para eles.

Foto: Johansson Correia

Pensando nisso, separei abaixo 10 dicas para auxiliar nessa escolha:

 

1. Quem escolher para entrar?

Assim como indicado para os padrinhos e madrinhas, o ideal é convidar como damas e pajens as crianças que são íntimas e importantes para o casal e fazem parte da vida dos dois.

Esse é um momento muito especial, não vale a pena convidar o filho de um conhecido que vocês nem tem muito contato, já pensou olhar para as fotos futuramente e não se lembrar quem é aquela criança ou não ter mais nenhum contato com a mesma?

Por isso optem por convidar sobrinhos, primos, afilhados ou filhos de amigos do casal, o importante é ter uma relação próxima com a criança.

2. Há restrições quanto a idade?

Analisar a idade da criança é muito importante antes de convida-lá para participar desse momento.

As crianças mais novas, na faixa dos 4 anos, geralmente têm dificuldades para entrar no dia do casamento, pois ficam com medo ou vergonha de ser o centro das atenções devido ao número de convidados, acabam emburrando, chorando e não entrando como ensaiado ou até mesmo entrando com a ajuda dos pais.

Antes de fazer o convite certifique-se que a mesma não é tão tímida a ponto de não entrar no dia ou opte por crianças a partir dos 5 anos.

3. Qual a quantidade ideal?

Não há uma quantidade de crianças ideal ou mais indicada para essa função, isso poderá variar de acordo com o casamento e planejamento para o dia, geralmente esse número gira em torno de 8 crianças.

O importante é que cada criança convidada tenha uma função e não entre apenas como “enfeite”. Antes de estabelecer uma quantidade verifique os itens que deseja nas entradas do casamento.

4. Qual a função dessas crianças?

Após definir a quantidade de crianças é hora de estabelecer uma função para cada uma!

É muito importante que a criança esteja ciente de sua função e importância no dia, por isso ela não deve ser apenas um “enfeite”, como dito anteriormente, e deverá de preferência carregar algo até o altar para que os motive a entrar e reduza as chances de travar nessa hora.

Atualmente são várias as funções das damas e pajens em um casamento, nessa hora é válido usar a criatividade.

Abaixo listei alguns itens que podem ser levados por eles:

  • Alianças
  • Bíblia
  • Santos
  • Flores
  • Buquês de flores ou doces
  • Pétalas
  • Plaquinhas para entrada da noiva
  • Plaquinhas para saída dos noivos
  • Balões

5. Como escolher a roupa?

A roupa das crianças deverão combinar com o estilo e horário da cerimônia, além da estação do ano e idade das mesmas.

Para as daminhas:

  • Escolha vestidos em tons claros e discretos;
  • Opte por vestidos delicados, com aplicação de bordados ou rendas;
  • Combine o estilo e modelo com o vestido da noiva;
  • As cores poderão combinar com elementos da decoração ou buquê;
  • Para cerimônias ao ar livre e durante o dia é válido o uso de estampas e vestidos curtos;
  • Para um número maior de damas, os vestidos deverão ser iguais.

Para os pajens:

  • Escolha ternos seguindo a mesma linha de modelo definido para o noivo;
  • Combine com o vestido das daminhas;
  • Para cerimônias ao ar livre e durante o dia é válido o uso de bermudas e suspensório.

6. Quem paga a roupa?

Essa questão pode ser polêmica!

Não há regras quanto a responsabilidade no pagamento da confecção ou aluguel de roupas para damas e pajens, nessa hora o que vale é o bom senso.

Tradicionalmente o casal se oferece para custear essa despesa, principalmente se houver exigências quanto a cor, modelo e loja. No entanto, o casamento em si já trás várias outras despesas para o casal, e mais uma para a lista pode apertar a situação para o mesmo, caso os pais tenham condições financeiras de arcar com a roupa e percebam que o casal não dispõe da mesma, deverão ter bom senso e se oferecer para pagar.

O importante é que esse seja um consenso entre os noivos e os pais da criança, e que seja combinado com antecedência. Caso não tenham condições de arcar com isso, deixe essa questão esclarecida no momento do convite, assim os pais poderão aceitar ou não.

7. Como convida-los?

O convite primeiramente deve ser feito aos pais da criança para evitar constrangimentos.

Já imaginou convidar a criança, ela aceitar, se empolgar com a ideia e os pais terem que recusar por questões financeiras ou quaisquer outras? Será uma situação chata não é mesmo?

Por isso, antes de comunicar a criança converse com os pais e peça autorização, principalmente se não tiver condições de arcar com as despesas de roupa e penteado, e os pais tiverem que assumi-las.

Após a aprovação dos pais haverá várias formas legais e divertidas para convida-las. Atualmente há uma variedade de ideias para convites personalizamos com alguma forma deve presentear as crianças.

8. Devemos ensaiar?

O ensaio é imprescindível, afinal não queremos que a criança fique perdida sem saber o que fazer ou trave na hora de entrar não é mesmo?

Por isso, não deixe de ensaiar com todas as damas e pajens, principalmente com as crianças mais novas que poderem desistir de entrar no dia, é preciso prepará-la para não ocorrer surpresas.

9. Podemos convidar adultos?

Para os casais que não conheçam crianças para essa função, que não tenham intimidade ou proximidade com nenhuma conhecida, e até mesmo aqueles que preferem não arriscar com as crianças mais novas, optar por adultos que também sejam importantes na vida do casal é uma ótima saída.

Particularmente acho uma linda homenagem atribuir algumas dessas funções às vovós e aos vovôs, que representam um exemplo de vida e relação para o casal. Quando me casar com certeza irei convida-los para participar desse momento!

Além deles, a função pondera ser atribuída aos irmãos ou amigos íntimos do casal.

10. Qual a roupa ideal para os adultos?

Para as damas adultas é ideal que todas vistam o mesmo modelo de vestido para entrada, que poderá ser na mesma cor ou em cores diferentes desde que combinem com a paleta de cores utilizada no casamento.

Caso as damas entrem com buquê de flores, escolha modelos iguais para todas.

Gestora financeira, especialista em controladoria financeira, apaixonada por casamentos e tudo que envolve a vida a dois!