A lista de convidados é uma das primeiras coisas que devem ser resolvidas quando se começa planejar o casamento mesmo que sejam feitas alterações no decorrer dos preparativos, o ideal é ter uma prévia e estimativa de convidados para assim dar sequência no planejamento e passar para as próximas etapas.

Através da lista é que obterão os dados quantitativos como base para os orçamentos com Buffet, local, lembrancinhas entre outros detalhes, é também na lista que precisarão mexer caso os orçamentos com fornecedores ultrapasse suas condições financeiras.

Se ao concluí-la e solicitar os primeiros orçamentos perceber que os mesmos estão acima do que você pode gastar, já saberá o que cortar para reduzi-los!

Via Até que enfim

Acredito que essa pode ser uma das primeiras “dores de cabeça” da parte de planejamento e confesso que já tive problemas ao decidir elaborar minha lista!

Sempre haverá aquele vizinho que te viu crescer, parentes os quais seus pais fazem questão de convidar, colegas de trabalho, da igreja, amigo dos seus pais, agregados (namorados dos amigos e primos) e aí você se vê em um dilema e aquela dúvida:

“Quem cortar?”

Infelizmente não é possível agradar a todos e lhe garanto que por mais que você tente alguém ficará chateado, seja aquele primo distante, o vizinho, um colega de trabalho ou até mesmo seus pais. Por isso é importante ter foco em seus objetivos e não deixar se abater por motivos emocionais, na hora de elaborar a lista deixe de lado os sentimentos de culpa ou remorso e seja racional.

Via Virei noiva

Para lhe ajudar a elaborar sua lista separei abaixo algumas dicas.

1Estabeleça um número “x” de convidados

Ter em mente a quantidade de pessoas que poderá convidar facilita na elaboração da lista, por isso estabeleça a quantidade de convidados que caberá em seu orçamento e faça de tudo para manter-se nessa meta criando critérios para escolha, como proximidade, importância na vida do casal e também da família.

2Limite os convidados dos pais

Separe uma pequena quantidade de convites para os pais do casal, por mais que a festa e cerimônia sejam de vocês, acabam sendo para a família!

É normal que os pais queiram convidar alguém para compartilhar esse momento, principalmente se estiverem ajudando financeiramente, dessa forma irá evitar desentendimentos (ou parte deles) e se trata de questão de respeito, pois é uma comemoração muito importante para eles também. É válido deixar claro o número de convidados que terão condições financeiras de arcar, e quanto cada convidado representa financeiramente.

Caso prefiram compartilhar esse momento com pessoas mais íntimas avise com antecedência para não correr o risco de esbarrar com desconhecidos!

3Quanto mais convidados maior será seu gasto

Se o orçamento estiver baixo opte por cerimônias mais íntimas, com um número menor de convidados, os chamados Mini Weddings, com cerca de 100 a 150 pessoas.

Quanto maior for sua lista, maiores serão os gastos em geral!

4Convide pessoas que realmente terão um papel especial no dia

Escolha os parentes e amigos mais próximos do casal, as pessoas que acompanharam o relacionamento e estão envolvidas na preparação do casamento.

Não é necessário convidar apenas por “politicagem” parentes distantes ou amigos de muito tempo atrás que hoje talvez nem conheça ou se quer lembre o nome de seu companheiro (a).
Quanto aos colegas de trabalho, convide aqueles que fazem parte da sua vida pessoal fora da empresa e aqueles que comentaram sobre os preparativos (evite comentar sobre esse assunto!), não coloque o convite no mural de avisos se não fizer questão que todos compareçam e não se sinta na obrigação de convidar a todos, é preciso saber separar relações pessoais das profissionais.

Por ultimo e mais importante: Não tenha medo de cortar convidados da lista!

É melhor fazer algo bem feito e que esteja dentro das suas condições financeiras, do que tentar agradar a todos, se endividar e o resultado final não ser o esperado.

Aproveite e faça Download desse modelo de planilha para sua lista de convidados!